Sereia de Ouro


Atalhos


Agraciados

  • Valdir Bastos Ponte

Chegar ao ápice na sua carreira é a meta de todo profissional. Pois o almirante Valdir Bastos Ponte alcançou o posto de almirante-de-esquadra e comandante geral do Corpo de Fuzileiros Navais, o maior cargo na Marinha do Brasil.

A história de vida do almirante, um dos agraciados com o troféu Sereia de Ouro, edição 99, é toda ligada ao mar, afinal, este cearense nasceu de frente para o Atlântico. O destino do almirante ficou selado após anúncio publicado no jornal Diário de Notícias, do dia 23 de setembro de 1951. Natural de Fortaleza, nascido no dia 13 de julho de 1934 foi em busca de um sonho que, segundo o anúncio “prometia compensação e glória dignas do esforço de quem conseguisse ingressar no Colégio Naval, no Rio de Janeiro”.

Em dezembro de 1994, depois de servir em várias unidades do Corpo de Fuzileiros Navais, Valdir Bastos Ponte foi promovido a almirante-de-esquadra. Ficou no cargo até dezembro de 1998. Sua passagem pelo comando geral está registrada no museu do Corpo de Fuzileiros Navais.



TV Verdes Mares
Sistema Verdes Mares
Praça da Imprensa S/N
Fortaleza, Ceará, 600000 Brasil